Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

somos todos ladrões.

Achei, por muito tempo, que era uma ladra. Tento roubar tempo a olhar para os meus, para que fiquem comigo mais um bocadinho. Uma ladra de espaço, porque às vezes sentimos que somos tão pequeninos neste mundo que não estamos cá a fazer nada. Uma ladra de palavras, porque nem sempre consigo as trazer cá para fora, mas defendo-as numa muralha dentro de mim.

Somos todos reféns da nossa mente.
Até ao dia, que nos roubam um bocadinho, um canto da nossa página, uma pétala nossa. Ou então, fazem uma marca, como aquelas pessoas que dobram os cantos aos livros. 
Acabamos sempre por plantar na nossa memória os bandidos. Os que roubam a nossa boa fé, o nosso carinho, os nossos laço, para depois lançar num abismo. Os que roubam as nossas horas de sono, até os que roubam as nossas lágrimas, que todas juntas formariam um mar novo. Há quem nos roube a nossa música e até o nosso "salão de danças". Ficamos suspensos sem saber para onde ir e que a que ritmo devemos recomeçar.

Mas hoje lembrei…

Mensagens mais recentes

Uma Dúzia de Livros: Abril.

Lost at the sea.

nunca gostei de verde.

Uma casa pequenina.

A caixa de ferramentas

642 things to write about: you are an astronaut. describe your perfect day.

let's go back to the start